Governo do Distrito Federal
18/10/22 às 16h34 - Atualizado em 18/10/22 às 17h22

QUALIFICAÇÃO É A META

 

Maria Divina – Estudante formada no Programa Mulheres Trabalhadoras –Foto Ascom Setrab

 

A participação feminina no mercado de trabalho é indispensável. Depois de séculos lutando para conquistar espaço e respeito profissionalmente, as mulheres continuam na jornada para serem reconhecidas, tanto no mundo profissional, quanto acadêmico, consequentemente se tornando mais autônomas e independentes. Aqui no Distrito Federal não é diferente, a cada dia o mercado de trabalho se abre mais para o público feminino. No entanto, há uma barreira, a falta de qualificação profissional.

 

Visando solucionar esse problema, a Secretaria de Trabalho lançou o programa Jornada da Mulher Trabalhadora, que tem como objetivo auxiliar a independência feminina no mercado de trabalho. Essa iniciativa visa a qualificação profissional de mulheres em áreas voltadas a estética e administração, com cursos ministrados pelo InCS-DF (Instituto Cultural e Social do Distrito Federal).

 

Yasmin de Abreu – Estudante formada no Programa Mulheres Trabalhadoras –Foto Ascom Setrab

 

A estudante Yasmin de Abreu conta que achou o curso bastante proveitoso, e que pretende seguir o ramo de sua escolha. ”Era uma área de estética que eu gostava, e também quero começar a trabalhar na área”. Também é o caso da jovem Bianca Macedo, que realizou o curso de maquiagem. “É uma área que eu gosto bastante. Inicialmente gostaria de montar um estúdio para atender mulheres, que é uma área que eu acho que dá dinheiro e que precisa bastante”, compartilhou a recém-formada.

 

 

 

Bianca Macedo – Estudante formada no Programa Mulheres Trabalhadoras –Foto Ascom Setrab

 

Para a jovem Maria Divina, o programa oferece cursos ilustres com professores de alta qualidade. “Nossa, excelente. Professora maravilhosa, as turmas excelentes, material ótimo. Não tenho nada a reclamar”, ela afirma.

 

 

 

 

A professora Milena da Silva, por sua vez, relata as motivações de suas alunas. “A maioria delas vem realmente buscando aprender para entrar nesse mercado de trabalho e conquistar a independência financeira, ou melhorar a renda familiar. No entanto, já tive caso de alunas com filhos que têm deficiência, outras com problemas emocionais, e algumas com que sofriam violência doméstica. Então não é só a questão financeira, o projeto ajuda as mulheres em todos os sentidos, tanto quanto em relação as finanças, quanto em relação ao dia a dia”.

“O que eu sempre falo paras minhas alunas, não desistir. Porque quem desiste não consegue”, incentiva a professora.

Para o secretário de Trabalho, Thales Mendes, programas que auxiliam na vida profissional da mulher são extremamente essenciais. “Trabalhamos sempre para dar continuidade no processo de emancipação feminina. E é prazeroso ver os resultados da Jornada da Mulher Trabalhadora proporcionando à essas alunas esperanças para o futuro, tanto profissional, quanto para uma sequência na qualificação ”.

“Assim, a mulher se liberta de uma posição vulnerável e frágil, e evita se colocar em condições extremamente dependentes ou até abusivas por se autogovernar com mais facilidade”. Conclui o secretário.

A região de São Sebastião foi a oitava a receber o programa, como as demais cidades o evento formou 420 alunas. Até o momento já são mais de 3.500 mulheres qualificadas e preparadas para a inserção no mercado de trabalho. A próxima formatura acontece dia 19/8, no Recanto das Emas.

As inscrições para o novo ciclo da Jornada da Mulher Trabalhadora já estão abertas, o período sendo de 17/10 a 23/10. Para mais informações, acesse o site da Secretaria de Trabalho

 

Anya Wendling – Ascom Setrab

 

Com supervisão de Marcos Barbosa

 

 

Clique no link abaixo para se inscrever.

 

https://app.setrab.df.gov.br/

 

Governo do Distrito Federal